Posts em Destaque

ÁRVORE DE NATAL DE PAPEL CELOFANE - PASSO A PASSO

 

 


 Ideia muito bacana da Educadora Neyde Silva que trabalha comigo.
Para fazer essa árvore você vai precisar de:
 
TNT verde ou branco
Papel celofane verde
E.V.A  com gliter cores variadas.
Um pedaço de E.V.A marrom
Cola quente.
Caixinhas encapadas de presente para decorar.


Recorte 3 ou 4 triângulos de TNT, (de acordo com o tamanho desejado)

                                      Recorte quadradinhos de celofane no tamanho 15 por 15 cm.
                                             
                                              Vá fazendo chumaços como mostram as figuras.


                 Use a cola quente para colar a pontinha do chumaço de celofane no triângulo de TNT.


                          Quando os triângulos estiverem preenchidos monte-os em forma de árvore

                                            
                                         Enfeite como quiser para dar o resultado final.


Ficou linda né??

Mãos a obra!

 
 
 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

A HISTÓRIA LOCAL DOS AFRO DESCENDENTES

  • Estabelecer relações entre passado e presente, discutindo mudanças e permanências nas relações sociais.
  • Estabelecer uma ponte entre o conteúdo estudado e sua vida cotidiana por meio de estudos da história local.
  • Compreender e valorizar elementos das culturas africanas e de afrodescendência.
  • Ampliar o conceito de cidadania, discutindo questões como respeito à diversidade, religiosidade e sincretismo, preconceito, direitos, inclusão.
Ano(s) : 7º, 8º e 9º
Tempo estimado : 3 aulas e atividades extra-classe em prazo a ser definido pelo professor.
Material necessário : Câmeras fotográficas, gravadores ou mp3 player, computador com acesso à internet.
 
 
Desenvolvimento 
1ª etapa 
Introdução 
A importância de se estudar a história de africanos e de afro-descendentes está relacionada às profundas relações que guardamos com a África. No geral, somos frutos dos encontros e confrontos entre diferentes grupos étnicos como indígenas, europeus, africanos e outros.

Entendemos que história do Brasil e história da África estão intimamente relacionadas, cabendo ao professor ampliar a discussão sobre, por exemplo, a escravidão, introduzindo elementos da história dos africanos, de sua cultura e não tratá-los como simples mercadoria que enriquecia europeus e tiveram seu trabalho explorado à exaustão no Brasil antes e após a independência política.

Nessa perspectiva, não podemos tratar a questão africana apenas do ponto de vista da escravidão, como se fosse uma questão isolada e superada pela assinatura da Lei Áurea em 1888. Um ponto de partida para ampliar nossa visão e tentar superar as visões estereotipadas sobre o tema é procurar recuperar os elementos da resistência negra, suas formas de luta e de organização, sua cultura, não apenas no passado, mas também no tempo presente.

Desenvolvimento 
Comece o trabalho explorando com os alunos os elementos da história africana e/ou da presença africana na História do Brasil que eles já tenham estudado. Procure levantar os conhecimentos dos alunos acerca das relações sociais estabelecidas, das visões que foram construídas sobre africanos e afro-descendentes no Brasil, sobre a cultura africana e/ou a mescla de culturas que se convencionou chamar "cultura brasileira" com forte influência de elementos africanos. É possível que surjam respostas que remetam a determinados assuntos como alimentação, música, dança, lutas e religiosidade. Se não surgirem, instigue-os a refletir sobre a presença ou ausência desses elementos no modo de vida deles.

Após essa conversa inicial, convide os alunos para explorar o site www.acordacultura.org.br, que mostra informações sobre a cultura negra africana em forma de jogos, livros animados, vídeos, músicas e textos. Dica: veja textos sobre a importância da cultura negra na coluna da esquerda da página inicial - "valores civilizatórios".

A exploração do site é apenas um ponto de partida para a discussão que poderá ser fundamentada em conhecimentos anteriores dos alunos, de acordo com os conteúdos previstos no currículo de História, como:
  • História da África, incluindo elementos da cultura e religiosidade etc. (o período variando de acordo com o ano/série dos alunos).
  • Escravidão no Período Colonial e/ou no Período do Império. As lutas e as formas de resistência, e elementos da cultura trazida pelos africanos.

Proponha aos alunos um trabalho de investigação da presença da cultura negra na localidade e das relações sociais estabelecidas entre os diferentes grupos étnicos, por meio de entrevistas. O objetivo é fazer com que os alunos percebam as relações entre o passado (os conteúdos estudados em História) e o tempo presente, observando as mudanças e permanências nas relações estabelecidas entre os diferentes grupos étnicos e da situação dos afro-descendentes na sociedade brasileira. Essas pesquisas podem ser incluídas em um blog produzido pela classe. Será um espaço de debate virtual em que os alunos da escola e os moradores da comunidade local poderão trocar idéias sobre o assunto.
2ª etapa 
Agora é o momento de planejar as entrevistas. Divida a turma em grupos de quatro ou cinco alunos e faça a mediação dos seguintes pontos:
  • O levantamento de afro-descendentes que sejam moradores antigos da localidade para serem entrevistados.
  • Combinar com os alunos se as entrevistas serão realizadas na escola ou na casa dos entrevistados.
  • Elaborar as questões que serão feitas aos entrevistados. Exemplos de coleta de bons depoimentos podem ser encontrados no portal do Museu da Pessoa (www.museudapessoa.net). O questionário deverá ter:
  1. Nome
  2. Idade
  3. Há quanto tempo mora na localidade,
  4. Profissão, atividades que exerceu
  5. Religião
  6. O lazer no passado e no presente
  7. Os tipos de música e de dança preferidos do passado e do presente
  8. Se sofre ou já sofreu discriminação por ser afro-descendente
  9. Participa de organizações como clubes, associações de moradores, ONGs que lutem pela defesa dos direitos dos afro-descendentes
  10. Outras questões sugeridas pelos alunos a partir dos estudos realizados
  • A definição das formas de registro da entrevista
  • Reforçar com os alunos a importância do respeito aos entrevistados.
  • O estabelecimento de uma data para que os materiais coletados sejam levados para a classe.
3ª etapa 
Os grupos de alunos deverão realizar as seguintes atividades:
  • Contatar os moradores escolhidos, explicando o objetivo da entrevista.
  • Gravar as entrevistas com equipamentos de áudio (gravadores, mp3 player etc.)
  • Pedir permissão para fotografar os entrevistados
  • Perguntar se eles possuem fotos antigas ou outros objetos e se permitem que eles sejam fotografados para compor o trabalho final.

No retorno do trabalho, em sala de aula, você deverá mediar a socialização das experiências de cada grupo por meio da discussão:
  • como se deu a interação com os entrevistados
  • quais foram as informações obtidas
  • as semelhanças e diferenças entre as respostas dos entrevistados
4ª etapa 
A partir das entrevistas e dos materiais coletados, é possível recuperar um pouco da história das relações sociais na localidade, da presença (ou não) de discriminação de afro-descendentes e de elementos da cultura de origem africana.

Produto final
O material coletado pode ser organizado:
  • em um painel com fotos e informações escritas
  • elaboração coletiva de um blog que poderá conter as gravações das entrevistas, depoimentos de alunos sobre o tema, mudanças e permanências nas relações sociais na localidade, espaço para postagem de sugestões sobre a formas de combate ao preconceito e à discriminação racial.
Avaliação 
Os pontos que deverão ser avaliados são:
  • envolvimento e participação dos alunos nas discussões em grupos
  • pertinência das informações e dos materiais coletados
  • organização e clareza das informações no painel e nos textos e áudios postados no blog.              Fonte: revista Nova Escola
 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

SINOS DE NATAL - TRAÇOS, DESENHOS PARA COLORIR

 
 













 
 
 
 
 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

COLETÂNEA SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Leia Mais ►

AS TRANÇAS DE BINTOU

 
 
Uma menina que vive na África sonha ter tranças longas, enfeitadas com pedras coloridas e conchinhas, como as de sua irmã mais velha e de outras mulheres de seu convívio. O livro elege a fantasia como valor capaz de recobrar o sentido mais profundo da infância. Suas belas ilustrações e os personagens bem delineados são capazes de trazer ao leitor uma visão da cultura africana, permitindo, assim, repensar também a cultura brasileira.



 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

MINHA FAMÍLIA É COLORIDA




Ângelo tem um irmão de cabelos lisos, outro de cabelos encaracolados, uma mãe de pela branca, uma avó que é negra... Por que todo mundo é diferente? E como todos fazem parte da mesma família, já que quase ninguém se parece? Você vai descobrir junto com Ângelo que, muitas vezes, nossas raízes estão lá de longe, em lugares que nem imaginamos - e isso nos faz ter muitos pedacinhos diferentes, de pessoas diferentes, que viveram em lugares dos quais nunca ouvimos falar... Você sabe de onde você vem?


Sequência Didática :






Leia Mais ►

MUSICAS AFRICANAS PARA SE TRABALHAR COM CRIANÇA - DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

 
 
 
 Siyahamb


Siyahamb' ekukhanyen' kwenkhos',
Siyahamb' ekukhanyen' kwenkhos',
Siyahamb' ekukhanyen' kwenkhos',
Siyahamb' ekukhanyen' kwen-,
Khanyen' kwenkhos',
Siyahamba, hamba,
Siyahamba, hamba,
Siyahamb' ekukhanyen' kwen-,
Khanyen' kwenkhos'.
Siyahamba, hamba,
Siyahamba, hamba,
Siyahamb' ekukhanyen' kwenkhos'.
 

 
TRADUÇÃO
 
 Nós estamos marchando na luz de Deus,
Nós estamos marchando na luz de Deus,
Nós estamos marchando na luz de Deus!
Nós estamos marchando na luz de Deus!

Nós estamos marchando, marchando,
Nós estamos marchando, marchando,
Nós estamos marchando na luz de Deus!
 
 
 
 
Obwisana
Obwisana sana na, obwisana sa!
Obwisana sana na, obwisana sa!

Tradução
Oh, vovó, eu machuquei o meu dedo na rocha.
 


 
 
 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA




Menina Bonita do Laço de Fita traz uma linda história, onde um coelho branquinho queria casar-se e ter uma filha ´bem pretinha´. Durante a obra, o coelho tenta descobrir o segredo para conquistar o seu tão sonhado desejo. Leia o livro e acompanhe a busca do coelhinho!



 Menina bonita, do laço de fita... o que você fez pra ficar tão pretinha??



 
 
 
Cadastre-se e Receba as Postagens por Email
Enter your email address:


Delivered by FeedBurner
Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.
Leia Mais ►

Como Salvar as Imagens do Blog

Clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha a opção: EXIBIR IMAGEM

Clique na imagem que aparecer; novamente com o direito, e escolha SALVAR IMAGEM COMO.

Escolha a pasta do seu pc para ser salva e pronto.

Você Curte? Dá um Joinha!

Marcadores

AGRESSIVIDADE INFANTIL ALFABETIZAÇÃO ALFABETOS ALIMENTAÇÃO ANIMAIS ARTE COM CD USADO ARTE COM GARRAFA PET ARTES ARTESANATO ATIVIDADES 1º AO 5º ANOS ATIVIDADES CIRCO ATIVIDADES COM SUCATA ATIVIDADES DE LÓGICA E CONCEITOS atividades educação infantil ATIVIDADES PARA O 3° ANO ATIVIDADES PÁSCOA ATIVIDADES SOBRE A CASA ATIVIDADES SOBRE A ESCOLA ATIVIDADES SOBRE A ÁGUA ATIVIDADES SOBRE FAMÍLIA AUTISMO AVALIAÇÕES BRINQUEDOS DE PAPEL CADERNOS DE ATIVIDADES CALENDÁRIOS CALENDÁRIOS 2014 CAPAS PARA CADERNO CARNAVAL CAÇA PALAVRAS CIÊNCIAS COISAS DE E.V.A COMO ALFABETIZAR CONCEITOS MATEMÁTICOS CONSCIÊNCIA NEGRA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COORDENAÇÃO MOTORA COPA DO MUNDO CORES CORPO HUMANO CRECHE DECOUPAGE DESENHOS PARA COLORIR DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DIA DA CRIANÇA DIA DA ESCOLA DIA DA MULHER DIA DA ÁGUA DIA DA ÁRVORE DIA DAS MÃES DIA DO CIRCO DIA DO ESTUDANTE DIA DO LIVRO DIA DO SOLDADO DIA DO TRABALHO DIA DO ÍNDIO DIA DOS PAIS DIA E NOITE ATIVIDADES DIA INTERNACIONAL DA MULHER DICAS PARA BLOGUEIRAS DINÂMICAS DISCRIMINAÇÃO VISUAL DOBRADURAS EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EJA ENSINO RELIGIOSO ESQUEMA CORPORAL ESTAÇOES DO ANO EXPERIÊNCIAS feira literária escolar FESTA JUNINA FOLCLORE FORMAÇÃO HUMANA HIGIENE CORPORAL HIPÓTESES DA ESCRITA IDENTIDADE INCLUSÃO INDEPENDÊNCIA DO BRASIL INDISCIPLINA INGLÊS INTERPRETAÇÃO DE TEXTO JOGO DA MEMÓRIA JOGOS JOGOS DE AÇÃO JOGOS DE COLORIR JOGOS DE COLORIR BÍBLICOS JOGOS DE COLORIR PARA MENINAS JOGOS DE RACIOCÍNIO LEGISLAÇÃO LIBRAS MATEMÁTICA MATERNAL MEIO AMBIENTE MEIOS DE COMUNICAÇÃO MEIOS DE TRANSPORTES MENSAGEM MOLDES INTERESSANTES MONTEIRO LOBATO MÚSICAS NASCIMENTO DE JESUS NATAL NORMAS DE CONVIVÊNCIA NUMERAIS Organização da sala de aula ORIENTAÇÕES AOS PAIS ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS ORTOGRAFIA OS SENTIDOS para pais PLANEJAMENTO PLANOS DE AULA PONTILHADOS E TRACEJADOS PORTUGUÊS PRIMAVERA proclamação da republica PROJETO ABC DAS FLORES PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO PROJETOS PROVAS PÁSCOA - SENTIDO DA PÁSCOA recicláveis REGRAS E COMBINADOS SAÚDE SERES VIVOS SMILINGUIDO SÍTIO DO PICA-PAU AMARELO TEXTOS TRABALHANDO AS DIFERENÇAS VINÍCIUS DE MORAES VOGAIS VOLTA AS AULAS