PLANO DE AULA PARA SEMANA DE ADAPTAÇÃO

OBJETIVOS

- Envolver as famílias que chegam à escola pela primeira vez num clima de acolhimento, segurança, cuidado e afeto.
- Incluir as crianças na construção do espaço e do tempo da escola (rotina)
- Acolher as singularidades de cada criança e incluí-las no desenvolvimento das situações planejadas.
- Mediar as experiências da criança com a cultura

CONTEÚDOS


- Inclusão das famílias no processo de adaptação
- Envolvimento das crianças na construção da rotina
- Respeito e valorização das singularidades das crianças
- Mediação das experiências da criança com a cultura

IDADE
2 e 3 anos (a sequência pode ser adaptada para acolher crianças de até 5 anos)

TEMPO ESTIMADO
Duas semanas

MATERIAIS NECESSÁRIOS
- Objetos para casinha, bonecas, carrinhos, giz ou fita crepe, massinha, papel para desenho, fantasias;
- Uma caixa de papelão;
- Uma foto de cada criança;
- Fotos ou desenhos de situações da rotina;
- Livros de literatura infantil.



DESENVOLVIMENTO
A adaptação começa antes da entrada da criança na escola. Solicite, portanto, aos familiares que preencham previamente uma ficha, ou então, realize uma entrevista com perguntas que retratem quem é a criança: seu nome, se possui irmãos na escola, suas brincadeiras preferidas, comidas que aprecia ou não, se possui objetos de apego, chupeta e o que costuma gerar conforto ou desconforto emocional (por exemplo, a resistência para relacionar-se com pessoas estranhas).

Ao ler as fichas e estabelecer um primeiro contato com as crianças inicie o planejamento.
1º dia
Organize o ambiente contemplando, também, as preferências observadas nos relatos das famílias: por exemplo, um canto de casinha com carrinhos de boneca e bonecas; um outro, com carrinhos e algumas pistas desenhadas no chão com giz ou fita crepe; um canto com massinha ou materiais para desenho. O tempo de permanência da criança na escola pode ser aumentado gradativamente, mas é importante que nos primeiros dias uma pessoa de sua referência afetiva permaneça o tempo que for necessário próximo dela, mesmo que seja em outro lugar que não seja a sala de aula.
Já neste primeiro dia mostre que houve interesse em conhecer a história de cada um, faça comentários do tipo: “João, sua mãe me contou que você gosta muito de bola, você viu que aqui nesta sua escola você pode brincar de futebol? Veja quantas bolas separei para você, quer brincar comigo?”, ou: “Marina, eu já sei que você adora massinha, vamos fazer um bolo e uma festa com seus novos colegas?”.
No encerramento dessa proposta, anuncie para as crianças o que será feito a seguir. Faça um passeio pela escola e apresente os espaços e pessoas que pertencem a este lugar. Em seguida, apresente uma brincadeira cantada para as crianças e os pais. No final do dia faça uma roda de conversa com as crianças e relembre o que observou de mais significativo do movimento do grupo; narre algumas cenas que revelaram envolvimento, interesse e anuncie o que viverão no dia seguinte.
Solicite aos pais uma foto da criança para que seja organizado um canto do grupo na sala de aula.
Avaliação Observe e registre posteriormente as crianças que mais se envolveram com as propostas e as mais resistentes à aproximação dos adultos para pensar em formas de convite e construção de vínculos nas próximas situações.

2º dia
Organize os cantos de atividades diversificadas de desenho, massinha, jogos e fantasias e compartilhe com as crianças as opções que terão neste dia. Procure circular pelos diferentes cantos e participe das situações junto com os pequenos.
Num outro momento, apresente para as crianças o canto que foi escolhido para colocar as suas fotos e envolva-as nesta situação. Crie um contexto de interação neste momento: ao colocar as fotos no painel cante músicas com os nomes das crianças ou então faça uma brincadeira referindo-se a algumas características físicas ou ações observadas no dia. Por exemplo: “esta menina que vou mostrar agora brincou muito de bola, comeu muita banana e está ao lado do Lucas. Quem será?”
Faça a leitura de uma história e mostre onde será o canto de livros do grupo.

No final, apresente uma caixa onde ficarão os objetos trazidos pelas crianças de casa.
Solicite aos pais que façam um desenho com seus filhos e tragam no dia seguinte para ser colado nesta caixa. Se possível tire uma foto do grupo para identificar este objeto que será de todos.
Avaliação Observe a movimentação das crianças nos cantos e a forma de envolvimento com as propostas. Anote como foram as reações daquelas crianças mais caladas, das que resistem aos contatos, ou mesmo daquelas que demonstram uma certa euforia diante de tanta novidade.

3º dia
Faça mais uma vez a brincadeira com as fotos das crianças e com as músicas “A canoa virou”; “João roubou pão”. Proponha mais uma vez os cantos de atividades diversificadas de massinha, casinha, pistas de carrinhos e bichos.
Monte com as crianças a caixa onde ficarão seus objetos e escolham um canto onde ela ficará guardada.
Compartilhe mais uma leitura e guarde mais um livro na biblioteca que será do grupo.
Encerre o dia recuperando oralmente o que foi vivido pelas crianças e anuncie algo que as aguardará no dia seguinte. Faça também um clima de surpresa, de expectativa para as novas experiências.
Avaliação Invista na interação com as crianças que demonstram maior dificuldade e resistência. Chame-as para pegar algum material com você para a organização do ambiente, sente-se ao lado para fazer um desenho, faça você um mesmo um desenho ou escultura de massinha para que leve para casa e observe as reações a estas formas de convite. Não se esqueça de que aquelas crianças que aparentemente estão achando que tudo é uma “festa”, merecem um olhar especial, um colo, momentos de atenção para se entregarem às propostas e para compreenderem o que está acontecendo com elas.

4º dia
Receba as crianças com os cantos de atividades diversificadas (no mínimo 3). Faça mais uma vez a brincadeira com as fotos. Apresente em forma de desenho ou por meio de fotografias das crianças, cada situação da rotina (o professor deve organizar este material previamente). Converse com as crianças o que fazem em cada momento e organize junto com elas a sequência temporal das atividades. Diga que essas fotos ou desenhos ajudarão a saber o que farão na escola e que logo após o lanche ou então da brincadeira no parque, por exemplo, seus pais voltarão para buscá-las. Cole o quadro da rotina num lugar de fácil acesso para as crianças.
Avaliação Ao anunciar os momentos que retratam a rotina, diga às crianças que ainda choram e demonstram sofrimento em estar neste novo ambiente, quais são as situações que viverão e quando será o momento de reverem as pessoas de sua família todos os dias. Observe as reações e sempre que chorarem recorra a esta estratégia para ajudar a tranquilizar as crianças.

5º dia.
Receba as crianças em roda e conte que escolheu montar os cantos que mais gostaram no decorrer da semana. Quando encerrar, recorra ao quadro da rotina para situar o que farão a seguir. Faça mais uma leitura e guarde mais um livro na biblioteca do grupo. Comente que, aos poucos, conhecerão muitas histórias. Em seguida, mude a atividade e faça com o grupo uma salada de frutas (se possível, peça no dia anterior que cada criança traga de casa uma fruta). Ou então, no lanche, faça um piquenique no espaço externo da escola.
Encerre o dia com uma brincadeira. Conte que ficarão dois dias em casa sem vir para a escola, mas que muitas novidades as aguardam na próxima semana. Fale que brincarão muito e que o professor estará sempre presente quando precisarem de algo.
Avaliação Ajude as crianças mais resistentes à aproximação a transformarem sentimentos em palavras. Reconheça os desafios ainda existentes, mas reafirme que na próxima semana estará novamente na escola para recebê-las e investigar quais são as brincadeiras e outras situações que lhes farão se sentir bem neste ambiente. Se possível, empreste algum livro ou brinquedo e peça para que cuide bem e traga novamente para a escola na próxima semana. Isso ajudará neste processo de construção de vínculo com a escola e com o educador.
Revista Escola


11 comentários:

  1. Muitoooo boom seu blog, continue assim :) ameei e vai me ajudar bastante.

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorei. vai me ajudar o ano todo

    ResponderExcluir
  3. está muito bem elaborado sua sequência, adorei vai me ajudar bastante, pois estou insegura na maneira como montar as atividades, obrigado.

    ResponderExcluir
  4. maravilhoso, continue assim ajudando nas nossa pesquisas e palanejamentos

    ResponderExcluir
  5. Adorei me ajudou bastante. Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  6. gostei muito, achei bastante interessante!!!!vai enriquecer bastante o meu aprendizado!!!

    ResponderExcluir
  7. adorei! me ajudou a clarear umas ideias para trabalhar com as crianças na semana de adaptaçao,contribuiu bastante no meu aprendizado, valeu!!!

    ResponderExcluir
  8. E bom ter alguem que nos nortei nesse primeiro momento com as crianças....pois por esta iniciando na escola fico meio perdida...obrigada...

    ResponderExcluir
  9. E bom ter alguem que nos nortei nesse primeiro momento com as crianças....pois por esta iniciando na escola fico meio perdida...obrigada...

    ResponderExcluir

Comenta vai... Assim você me incentiva!

Como Salvar as Imagens do Blog

Clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha a opção: EXIBIR IMAGEM

Clique na imagem que aparecer; novamente com o direito, e escolha SALVAR IMAGEM COMO.

Escolha a pasta do seu pc para ser salva e pronto.

Você Curte? Dá um Joinha!

Marcadores

AGRESSIVIDADE INFANTIL ALFABETIZAÇÃO ALFABETOS ALIMENTAÇÃO ANIMAIS ARTE COM CD USADO ARTE COM GARRAFA PET ARTES ARTESANATO ATIVIDADES 1º AO 5º ANOS ATIVIDADES CIRCO ATIVIDADES COM SUCATA ATIVIDADES DE LÓGICA E CONCEITOS atividades educação infantil ATIVIDADES PARA O 3° ANO ATIVIDADES PÁSCOA ATIVIDADES SOBRE A CASA ATIVIDADES SOBRE A ESCOLA ATIVIDADES SOBRE A ÁGUA ATIVIDADES SOBRE FAMÍLIA AUTISMO AVALIAÇÕES BRINQUEDOS DE PAPEL CADERNOS DE ATIVIDADES CALENDÁRIOS CALENDÁRIOS 2014 CAPAS PARA CADERNO CARNAVAL CAÇA PALAVRAS CIÊNCIAS COISAS DE E.V.A COMO ALFABETIZAR CONCEITOS MATEMÁTICOS CONSCIÊNCIA NEGRA CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COORDENAÇÃO MOTORA COPA DO MUNDO CORES CORPO HUMANO CRECHE DECOUPAGE DESENHOS PARA COLORIR DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA DIA DA CRIANÇA DIA DA ESCOLA DIA DA MULHER DIA DA ÁGUA DIA DA ÁRVORE DIA DAS MÃES DIA DO CIRCO DIA DO ESTUDANTE DIA DO LIVRO DIA DO SOLDADO DIA DO TRABALHO DIA DO ÍNDIO DIA DOS PAIS DIA E NOITE ATIVIDADES DIA INTERNACIONAL DA MULHER DICAS PARA BLOGUEIRAS DINÂMICAS DISCRIMINAÇÃO VISUAL DOBRADURAS EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EJA ENSINO RELIGIOSO ESQUEMA CORPORAL ESTAÇOES DO ANO EXPERIÊNCIAS feira literária escolar FESTA JUNINA FOLCLORE FORMAÇÃO HUMANA HIGIENE CORPORAL HIPÓTESES DA ESCRITA IDENTIDADE INCLUSÃO INDEPENDÊNCIA DO BRASIL INDISCIPLINA INGLÊS INTERPRETAÇÃO DE TEXTO JOGO DA MEMÓRIA JOGOS JOGOS DE AÇÃO JOGOS DE COLORIR JOGOS DE COLORIR BÍBLICOS JOGOS DE COLORIR PARA MENINAS JOGOS DE RACIOCÍNIO LEGISLAÇÃO LIBRAS MATEMÁTICA MATERNAL MEIO AMBIENTE MEIOS DE COMUNICAÇÃO MEIOS DE TRANSPORTES MENSAGEM MOLDES INTERESSANTES MONTEIRO LOBATO MÚSICAS NASCIMENTO DE JESUS NATAL NORMAS DE CONVIVÊNCIA NUMERAIS Organização da sala de aula ORIENTAÇÕES AOS PAIS ORIENTAÇÕES PEDAGÓGICAS ORTOGRAFIA OS SENTIDOS para pais PLANEJAMENTO PLANOS DE AULA PONTILHADOS E TRACEJADOS PORTUGUÊS PRIMAVERA proclamação da republica PROJETO ABC DAS FLORES PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO PROJETOS PROVAS PÁSCOA - SENTIDO DA PÁSCOA recicláveis REGRAS E COMBINADOS SAÚDE SERES VIVOS SMILINGUIDO SÍTIO DO PICA-PAU AMARELO TEXTOS TRABALHANDO AS DIFERENÇAS VINÍCIUS DE MORAES VOGAIS VOLTA AS AULAS